http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2F74.222.1.197%3A13742%2F%3Btype%3Dmp3%26volume%3D100%26

Loading...

sábado, 5 de março de 2011

JARGÕES NO AMBIENTE EVANGÉLICO

JARGÕES NO AMBIENTE EVANGÉLICO
Helci R. Pereira – helcip@uol.com.br – 2010


Jargões nós encontramos em todas as esferas e domínios:
Na área profissional, na científica, na política, na religiosa ...
São chavões, termos, sentenças ou provérbios batidos pelo uso.
São os economês, juridiquês, politiquês, evangeliquês ...

Entre evangélicos de igrejas não tradicionais,
Melhor dizendo, de comunidades neo-pentecostais,
Jargões, os mais curiosos, estão a medrar e
Nós vamos, muitos deles, agora mencionar,
Revelando, sempre que possível, seu significado.
“Fluir de Deus” -
Quando no culto Deus está se revelando;
“Fluir do louvor” -
Quando as pessoas sentem-se felizes ao cantar;
“Derrama fogo, Senhor!”,
Pedindo ao Senhor que mostre, na Congregação, o seu poder;
“No Espírito” -
P’ra dizer que a motivação do seu viver não são seus próprios interesses;
“Ô, glória!” -
Brado de euforia, de entusiasmo, empregado, normalmente,
Em situações de alegria ou de enlevo espiritual,
Mas praticado com bastante banalização;
“Queima, Jesus!” -
Interjeição típica de alguns pentecostais, p’ra reprimir o pecado
Ou qualquer coisa oposta à vontade de Deus;
“Sair do Egito” -:
Deixar p’ra trás a escravidão do pecado ou alguma provação;
“Subir o monte” -
Buscar a presença do Senhor de forma intensa e,
Se necessário, até com sacrifício;
“Varão de Deus” -
Dirigida, a expressão, como elogio, a uma pessoa
Considerada como um crente suficientemente espiritual;

Coisas que me enviam

Nenhum comentário:

Postar um comentário