http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2F74.222.1.197%3A13742%2F%3Btype%3Dmp3%26volume%3D100%26

Loading...

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Acusações do tipo: “Dilma tem câncer e Temmer é Satanista

Achei interessante e publivo este E-mail de Marco Aurélio:

acusações do tipo: “Dilma tem câncer e Temmer é Satanista

A extrema direita, travestida de “cordeirinhos” anda agindo no “submundo” da internet, espalhando emails com as acusações e calúnias mais escabrosas já feitas contra um candidato.
A vítima destas armações cibernéticas é a candidata do PT a Presidente da República Dilma Roussef.
O alvo das mensagens, seus destinatários, são principalmente os eleitores evangélicos, e também os católicos mais fiéis, considerado por eles como “massa de fácil manobra” em razão da sua fé.
As aberrações difundidas via internet são do tipo: “Dilma tem câncer e Temmer seu vice, é “Satanista”, ou outro que diz: “Dilma vai proibir cultos e pregação na rua e programas de TV” ou ainda que “Dilma implantará em todas as cidades o Dia do orgulho Gay e o tornará obrigatório nas escolas”.
Parece que os criadores destes emails mentirosos acham que os evangélicos e católicos são um povo “besta” e “sem noção”, ou que são analfabetos ou coisa parecida.
Os autores destas bestialidades não compreendem que de tão absurdas, essas mentiras não enganam nem as crianças menores. É como se dissessem a uma criança de 10 anos que “o Bicho-papão” vai pega-la, ou como se dissesse a alguém de 15 anos que o “Papai Noel” existe.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

E-mails distorcidos


Tenho recebidos alguns E-mails que tem me enchido. Estou chatiado. O que percebo é que as pessoas parecem não ter opnião própria e nem tão pouco caráter e personalidade, que se deixam influenciar por informações idiotas e medíocres. Corre na Net, informações bobas sobre a "Dilma", querendo esses desmoralizar a candidata a pressidência da República. Acredito assim como ela e outros precisam do voto do povo brasileiro, porém, precisamos sermos honestos conosco mesmos, amadurecidos suficientemente, para discernir as coisas coesas e coerentes, e não sermos levados por essas bobagens e idiotices dessas pessoas que parecem não terem o que fazer, ficam enviando estes "besteroles". Assim como eu e outros, sabemos o que queremos. Dilma mrece respeito. Como povo de Deus, sendo eleita precisamos estar orando por ela a fim de que, como o "Lula" faça assim um bom governo.
Que Deus tenha misericòdia dessas pessoas!

Prof. Cornélio Gonzaga

Ricos e milionários para a glória de Deus?


Ricos e milionários para
a glória de Deus?

Preciso confessar minha intolerância religiosa e politicamente incorreta. Sim! Porque se não confessá-la, neste momento e canal, estarei negligenciando historicamente tudo o que creio segundo a simplicidade do que se aprende pela verdade, transparência e honestidade em Jesus e também do que estou convencido ser meu compromisso profético de denunciar o engano.

É a mesma intolerância que motivou o Senhor a chamar alguns religiosos de seu tempo de "raça de víboras", "sepulturas pintadas" e "lobos enganadores". Este é o zelo pela verdade a ponto de virar a mesa dos cambistas do templo e chamá-los publicamente de ladrões e salteadores. Não eram simples religiosos, eram aqueles que ditavam as regras no seu tempo, jogavam as cartas do jogo de dominação e manipulação do povo, assentavam-se nos primeiros lugares da sinagoga/templo, homens cuja "santidade" e "poder de Deus" eram medidos/avaliados somente pela aparência, externamente, pelo tamanho dos filactérios e franjas das roupas que usavam; eram aqueles que gostavam de orar em pé durante os cultos para serem vistos e admirados pelos outros homens ou para demonstrar um poder que julgavam ter [e não tinham].

Sem rodeios, apesar das duras palavras, mas em profundo amor, Jesus denunciava o pecado fosse ele institucional ou pessoal; olhando nos olhos de quem quer que fosse, desmascarava o que ele sabia ser a perversão da vida e do convite amoroso de Deus no encontro com o homem.

Esta semana vi escrito em um outdoor de uma grande e famosa igreja do Rio de Janeiro a frase: "Deus está levantando ricos e milionários para a Sua Glória. (...) Venha ser um deles", havia também, estampada, a foto do pastor... (Ops!) eu disse pastor? Desculpe! Agora ele foi consagrado a apóstolo...

Pois, é! Não vou discutir a apostolicidade do nosso irmão, mas meu lamento e espanto, semelhante ao do apóstolo Paulo na carta aos Gálatas, quando ele diz: "Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho..." é perceber como uma grande parcela dos pastores/religiosos hoje estão cedendo à tentação de transformarem as pedras em pães, jogarem-se dos pináculos de seus templos midiáticos e se ajoelharem diante da "grandeza" e da Prosperidade para conquistarem a glória das cidades e reinos deste mundo.

Oro sinceramente para que ele e todos estes sacerdotes, profetas, missionários e apóstolos tenham tempo de se arrepender e crer no Evangelho simples de Jesus, a fim de encontrarem misericórdia e também [se possível] ensinar o caminho de volta aos seus discípulos, mas não posso ficar calado.

Deus não precisa fazer alguém rico ou milionário para ser glorificado, servido ou conquistar a terra. Já cantava inspiradamente o poeta: "a sabedoria mora com gente humilde (...)", mas quem consegue discernir este tempo sabe que o engano já se instalou no coração e esfriou o amor de quase todos. A proposta daquele outdoor pareceu-me não somente absurda e mentirosa, mas revela a grande iniqüidade e potestade camuflada de piedade e "bênção". Erra não só quem faz o convite para participar dos cultos a Mamom, mas também quem o cultua, serve-o com seus dízimos e ofertas e sobe as escadas dos pináculos atrás de seus líderes e guias espirituais na intenção de receber a mesma glória e poder deste mundo.

Sinto profundo constrangimento por esta geração perversa que só consegue ver "Deus" na riqueza e na troca, na barganha, na compra da "bênção". Este "Deus" não é o meu Deus, não creio em um "Deus" que apenas seja Deus se for servido por ricos e milionários. Não creio em um "Deus" que expressa sua glória somente para aqueles que podem pagar por ela.

Eu creio no Deus que se fez carne, que ao contrário do desejo de alcançar a glória para cima, pelo domínio, através da glória dos homens e do mundo, preferiu o caminho inverso e se rebaixou até se confessar como servo humilde.

Os que vivem de fato para a glória de Deus podem até possuir algum bem (ou bens) neste mundo, podem por acaso ser chamados de ricos, milionários, mas seu coração certamente não estará no acúmulo de tesouros, muito menos no prazer de serem considerados como tais. Os que vivem e expressam a glória de Deus são os simples, os misericordiosos, os limpos de coração; aqueles que mesmo não possuindo prata nem ouro sabem expressar o bem e a glória de amar a Deus não pelo que Ele pode dar, mas pelo Dom da vida em abundância vivida gratuitamente.

Lúcifer foi contaminado pelo brilho e ganância do seu próprio comércio, aliás este foi um dos motivos de sua queda. A avareza que derruba querubins facilmente derruba apóstolos e patriarcas, ainda nos dias de hoje. A denúncia que o apóstolo Pedro fez em sua comunidade neotestamentária é atual e verdadeira: "Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.

E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também, movidos por avareza, FARÃO COMÉRCIO DE VÓS, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme." (2 Pedro 2.1-2)

Ainda dá tempo de voltar ao caminho da cruz e do arrependimento. Quem tem ouvidos para ouvir?

O Deus que é glorificado sem som e sem palavras pela obra de suas mãos te abençoe rica, poderosa e sobrenaturalmente!


Pablo Massolar


Nota - Quando Pablo Massolar no décimo primeiro parágrafo se refere a "Lúcifer", naturalmente, ele faz referência a Satanás, apesar de de que este nome não é bíblico, pois o nome próprio do diabo é "Satanás". O nome de Lúcífer fora dado séculos depois das Escrituras serem escritas, especialemnte, o Novo Testamento. Alude-se que foram os maçônicos que deram este nome de Lúcifer a Satanás.
Rev. Cornélio Gonzaga

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Rev. Caio Fábio Ainda Fala - 21


A LEI DA OFERTA E DA PROCURA...‏
De: leitura@caiofabio.com (leitura@caiofabio.com)
Enviada: domingo, 28 de junho de 2009 17:10:04
Para: profgonzaga@hotmail.com (profgonzaga@hotmail.com)

A chamada Lei da Oferta e da Procura se fixou em nossa mente como algo ligado ao mundo dos negócios, ao comercio e ao dinheiro.
No entanto, a Lei da Oferta e da Procura está presente em tudo na natureza, para o bem e para o mal.
Quando mudamos para esta casa que o Caminho da Graça aluga para vivermos em Brasília, aqui havia apenas um gramadão, com duas mangueiras, um abacateiro, uma goiabeira, e muitas Bougainvilleas. Algumas já bem antigas, e, por isto, florescendo pouco, já fracas.
Mas não havia quase pássaros ou borboletas, embora eu visse que no aqui no Planalto Central há uma variedade imensa e interessante de pássaros.
Então decidimos começar a trair as aves e borboletas.
Primeiro as flores. Depois água. E, ainda, comida para atrair mais rapidamente.
Eles vieram. Bem devagar. Depois aos bandos. Isto aqui virou um aeroporto de New York de passarinhos...
Com eles vieram ratos...
Então, com muita tristeza, parei de dar comida e, assim, diminuímos os ratos, os quais agora não resistem a doses periódicas de um pó assassino...
Os pássaros oportunistas se foram com a ausência da comida farta e gratuita...
Outros, entretanto, ficaram; e ficaram aos montes...
Entre eles muitos sabiás... De vários tipos... O mais belo de todos é o “Laranjeira”... Os Bem-ti-vis também são em grande quantidade. Mas tem de tudo um pouco... Alguns mínimos e outros grandes, como um “alma de gato” que pousa diariamente aqui... Enorme!
E por que eles ficaram?
Pela água, que é abundante em um lugar seco como este. Isto em razão dos três laguinhos que construímos aqui, bem pequenos, porém suficientes para gerar a oferta como atrativo para a procura.
Também pelos peixes dos lagos. Os Bem-ti-vi amam tentar pescar algum peixe, e, frequentemente, o conseguem...
Além disso, quando está muito seco eu faço as árvores do jardim choverem... Instalei uns sprinklers no topo das árvores, e, assim, quando está seco demais, vou lá e chovo; então os pássaros voam todos, aos montes, e celebram como o fazem quando, em dias muitos secos e depois de longos períodos, caem as primeiras chuvas.
É uma maravilha para a alma!...
Mas se não houvesse a oferta não haveria a procura!
Portanto, tudo depende do que se oferece.
Ofereça o que pássaros gostam e pássaros aparecerão.
Ofereça o que abutres gostam e abutres aparecerão.
E mais:
Rato também gosta do que pássaro gosta.
Por isto, às vezes, a gente tem que ver o que pode ‘segurar’ o que se deseja sem ‘atrair’ demais o que não se quer.
Por vezes a sabedoria manda regular a oferta...
Mas quando se encontra o equilíbrio, cria-se um sistema de vida com auto-sustentabilidade, e, assim, basta que se mantenha a coerência, pois, a vida ganhará automaticidade e harmonia.
É simples assim...
A árvore corresponde à semente...
Do mesmo modo é pela oferta que se atrai ou não o que se queira ou não...
Portanto, veja se o que lhe procura na vida não vem em razão do que você oferece como alimento para a existência todos os dias!...
Quem oferece carniça não pode se queixar de urubus.
Assim, não se queixe do mundo. Apenas reveja a sua oferta à vida.
O que você oferece à vida?
De que são feitos os seus pensamentos?
Quais os materiais que sua existência fornece aos outros?
Sim, o que procede de você como oferta à vida?
Neste mundo os faros sempre acham o que amam comer...
Assim, antes de tudo, pergunte-se:
Por que será que eu só atraio o que depois tenho que mandar embora?
Não atraio eu quase que somente aquilo que ofereço como alimento à existência?
É claro que sim!
Nosso jardim comprova essa Lei da Existência!


Caio
28 de junho de 2009
Lago Norte
Brasília
DF
www.caiofabio.com
www.vemevetv.com.br

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Programação Especial em Macururé/BA

Estive paticipando do aniverário da Igreja Metodista Pentecostal em Macururé, convidado pelo seu pastor o Rev. o Dr. Sandro, que exerce o pastorado daquele campo já alguns anos. O trabalho fica localizado na Zona Rural. Mas é uma igrejinha muito amada. Já é a segunda vez que estou indo ali pregar. Foi muito oportuna a viagem, apesar de um tanto cansativa. Mas valeu a pena. Naquele noite (do domingo dia 19/09/10) foram separadas algumas jovens para auxiliar no trabalha diaconal. Esteve participando daquela programação o Pr. Poeta de Cristo (pastor Batista) muito conhecido em Paulo Afonso. O coral jovem louvor a Deus com muito entusiasmo e ainda os louvores inspirados da cantora Dorinha (Maria Deodato) da Assembleia de Deus em Paulo Afonso.
Valeu a pena.
Abaixo as fotos, confira:




















Vida Nova

Você quer mudanças. Você pede prosperidade.
Mas acorda, vai ao espelho e não vê novidades.
A vida transcorre igual pálida, sem a energia que você gostaria.

Sua voz interior sopra " Vida Nova ", mas tudo parece distante e difícil.
A culpa fica por conta do patrão, da sogra, do governo, da falta de sorte,
Aí você resolve mudar! Bem... " mas só segunda-feira" ,
" dia 1º " , " depois das férias " ...
Não raro, prevalecem outros fatores condicionais:
" Se eu tivesse dez anos menos ", " se eu ganhasse na loteria " ou " quando eu me casar " , " quando eu me aposentar " ...
Desculpas não faltam, não é mesmo?
Hoje pode ser um novo dia. Basta você querer.
Se fizer as mesmas coisas de ontem, obterá os mesmos resultados de agora.
Então, é preciso agir diferente e, claro, com ousadia positiva e forte determinação.
Afinal, Deus nunca vai fazer por você aquilo que você mesmo pode fazer...
Chega de enrolar a si próprio! É preciso agir!
É preciso decretar as mudanças que tanto almeja!
" Mudar " significa inovar, alterar costumes, processar com coragem e força de vontade as transformações que se fazem necessárias.
Chega de assistir à vida passar do alto da cômoda cadeira dos críticos!
Chega de se colocar na condição de vítima!
Você pode e sabe que pode melhorar a sua vida.
A conquista de uma Vida Nova requer persistência e autoconfiança.
Mas exige, sobretudo, que você elimine de vez o vício de tudo adiar, entendendo, definitivamente, que está mais do que na hora de mudar...

Coisas que me enviam - AV

Igreja Presbiteriana do Brasil SE EXIME DO DEBATE POLÍTICO

Em nota Roberto Brasileiro diz que não apoiará nenhum candidato

Em carta publicada no portal da Igreja Presbiteriana do Brasil, o reverendo Roberto Brasileiro diz que a igreja não apóia nenhum candidato e que prima pela inviolabilidade da consciência política. Leia a carta na íntegra:

Em reunião realizada no dia 9 de setembro de 2010, o Colégio Episcopal da Igreja Metodista considerou as indicações apresentadas pelo Conselho Diretor da Faculdade de Teologia para a nomeação do novo diretor da instituição, uma vez que o atual diretor, Prof. Dr. Rui de Souza Josgrilberg, encerra seu mandato neste ano. A partir de uma lista tríplice, o CA Igreja Presbiteriana do Brasil, como herdeira da reforma protestante do século XVI, reconhece na soberania de Deus o seu compromisso de ser diferente e fazer a diferença em todos os contextos, inclusive, o político. Atualmente, vivemos um lamentável caos político com denúncias e ataques de toda ordem e em todos os níveis. Como Igreja do Deus vivo, dentre outras ações, é nossa obrigação participar ativamente do processo eleitoral da maneira consciente e com profunda responsabilidade.

Há 151 anos, a Igreja Presbiteriana do Brasil forma cidadãos dignos e habilitados para servir a Deus e à pátria, em todas as circunstâncias. Por isso, vê-se credenciada a apresentar ao povo em geral, especialmente, aos domésticos da fé, irmãos e irmãs, testados e aprovados, que têm recebido de seus pastores testemunho idôneo, de seriedade e responsabilidade no trato das causas públicas, merecendo nosso respeito e máxima consideração.

A Igreja prima pela inviolabilidade da consciência política de seus membros e, portanto, não apóia individual e oficialmente nenhum candidato ou partido político, por isso, não apresentamos nenhum candidato com a intenção de manipular ou induzir as pessoas, impondo-lhes a obrigação de votar nos mesmos. Absolutamente não! Entretanto, cabe à Igreja distinguir os irmãos e irmãs, presbiterianos em plena comunhão, que em atendimento ao mandato cultural, decidiram engajar-se na política partidária, colocando os seus dons e talentos a serviço da sociedade. É assim que os apresentamos, pedindo as orações do povo de Deus, bem como, que seus nomes sejam apreciados no contexto do processo político, sempre lembrando que o direito do voto é intransferível e inegociável e deve expressar a consciência do cristão verdadeiro.

Certo das orações e consideração dos irmãos, despeço-me.

Do servo,

Rev. Roberto Brasileiro Silva

Data: 16/9/2010

Rev. ROBERTO BRASILEIRO SILVA

Presidente do Supremo Concílio da IPB.

É T I C A P A S T O R A L (3)

É T I C A P A S T O R A L (3)
Helci R. Pereira – helcip@uol.com.br - 2010


Pastor verdadeiramente ético é aquele que,
No exercício do seu ministério e na relação com as pessoas:
Toma conta com o máximo cuidado, com desvelo,
Da saúde espiritual e da dignidade de suas ovelhas;
Promove a disposição bem ordenada entre seus pares;
Administra a comunidade eclesial, tranquilamente,
Com transparência, isenção e honestidade;
Não usa sua autoridade como instrumento de manipulação,
Para obter benesses ou favores de qualquer espécie;
Age sempre de modo equilibrado e decoroso,
Cumprindo com pontualidade todos os seus compromissos;
Priva-se de manifestação tendenciosa e discussão estéril
Sobre qualquer objeto ou matéria em consideração;

O Pastor ético na verdadeira acepção do termo:
Atua com imparcialidade no trato de questões conciliares,
Respeita os limites de suas atribuições e competências,
Em todas as áreas de sua atuação, na igreja ou fora dela;
Abstém-se de patrocinar causa contrária à ética cristã e

Que possa prejudicar a reputação do ministério pastoral.

Coisas que me enviam - Pr. H

terça-feira, 14 de setembro de 2010

A LÍNGUA (4)

A LÍNGUA (4)- Pr. Helci

É de grande valia no processo alimentar.
Neste trabalho, porém, nos dispusemos,
Através de pesquisa que pudemos encetar,
Trazer à baila curiosas expressões com “Língua”,
Que, na Internet, nos livros e em conversas,
Fomos, a pouco e pouco, coletar.
Língua natural – a que todos usamos na comunicação.
Língua formal – a linguagem construída, inventada, artificial.
Dest’última, alguns exemplos damos:
Linguagem de Computador Programação) e
Linguagem usada pelas lógicas formal ou matemática.
Temos, ainda:
Língua de sinais ou gestual,
Que alguns consideram natural;
Língua materna, a que um ser humano aprende até aos 5/6 anos e
Língua padrão – a maneira de falar e escrever de certa comunidade;
Outras curiosas expressões com “língua” são:
Língua de gente – Primeiro diário cabo-verdiano.
Na ponta da língua – Quando se conhece bem o assunto,
Ou, às vezes, quando se sabe da coisa, sem se ter como expressar.
Língua Angélica – Um excelente Curso de leitura e tradução e
Língua Latina Cristã – em CD, contendo, em Latim, 4 Orações e
Vinte e quatro Hinos belamente entoados
Por um Coral de 6 Vozes, A capela.

"Se engasgando com o mosquito e engolindo um boi"


Veja uma parte de um E-mail que me enviaram de autoria de Analdo Jabor: - "VOTE NA DILMA !

As promoções da época!

Vote na Dilma e ganhe, inteiramente gratis, um José Sarney de presente agregado ao Michel Temmer.

Mas não é só isso, votando na Dilma você também leva, inteiramente grátis (GRÁTIS???) um Fernando Collor de presente.

Não pense que a promoção termina aqui.

Votando na Dilma você também ganha, inteiramente grátis, um Renan Calheiros e um Jader Barbalho.

Mas atenção: se você votar na Dilma, também ganhará uma Roseana Sarney no Maranhão, uma Ideli Salvati em Santa Catarina e uma Martha Suplício em S. Paulo.

Ligue já para a Dirceu-Shop, e ganhe este maravilhoso pacote de presente: Dilma, Collor, Sarney pai, Sarney filho, Roseana Sarney, Renan Calheiros, Jáder Barbalho, José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, e muito, muito mais, com um único voto.

E tem mais, você também leva inteiramente grátis, bonequinhos do Chavez, do Evo Morales, do Fidel Castro ao lado do Raul Castro, do Ahmadinejad, do Hammas e uma foto autografada das FARC´s da Colombia.

Isso sem falar no poster inteiramente grátis dos líderes dos bandidos "Sem Terra", Pedro Stedile e José Rainha, além do Minc com uniforme de guerrilheiro e sequestrador.

Ganhe, ainda, sem concurso, uma leva de deputados especialistas em mensalinhos e mensalões. E mais: ganhe curso intensivo de como esconder dinheiro na cueca, na meia, na bolsa ..., ministrado por Marcos Valério e José Adalberto Vieira da Silva e José Nobre Guimarães.

- Obsevarção do do bloguista: Acompamhando as sátiras de Arnaldo, há muito tem tempo, especialmente na Rede Globo, percebo que ele não deixa de ser um bom sátira, porém, percebo também que ele nunca fez suas sátiras referentes a um induzimento da emisoura que ele trabalha, especailmente sobre seus programas que exibem com especialidade as novelas imorais e pornográficas; insinuando todo tipo de prostitiuição e adultério e alienando a família que que já está vulnerável com os males dos últimos tempos. O governo tem seus malefícios porque onde está o homem natural está o problema. Por que Arnado Jabor não bate firme em tantas coisas reuins que a televisão tem trazido e tem corrrompido os bons costumes? Ele não não o faz porque está enchendo seu bolso de dinheiro, e aliás, diga-se de pasagem, já ganha pra isso. Arnaldo! Pense no país como um todo e não apenas do lado político ou em seu bolso.
Isso aí é uma evidência o dito popular: "Se engasgando com o mosquito e engolindo um boi".

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Rev.Caio Fábio Ainda Fala - 20



VOCÊ CRÊ NAQUILO QUE VOCÊ NÃO VÊ?‏

De: leitura@caiofabio.com (leitura@caiofabio.com)
Enviada: quarta-feira, 24 de junho de 2009 13:25:32
Para: profgonzaga@hotmail.com (profgonzaga@hotmail.com)

Eliseu, o profeta, pediu a Deus em favor de seu ajudante, o seguinte:
“Senhor, abre-lhe os olhos, para que veja que mais são os que estão conosco do que os que estão com eles”.
Jesus perguntou a Seus discípulos quando estava sendo preso:
“Ou não crêem que se eu pedisse meu Pai não enviaria legiões de anjos?”
Também é Jesus quem diz:
“Eu vi Satanás cair do céu como um relâmpago!”
E diz mais:
“Em verdade vos digo que os anjos dos pequeninos vêem a face de meu Pai, em favor deles, de dia e de noite”.
E, na mesma toada, vêm dezenas de outros textos, tanto da Antiga Aliança quanto da Nova, todos garantindo que entre nós e o que vemos, existem milhares de forças e poderes que não vemos.
Desse modo, percebemos apenas uma porção extremamente pequena da realidade. E digo não apenas acerca da realidade que vemos [da qual somos quase totalmente ignorantes], mas, sobretudo, da realidade invisível, a qual somente pode ser acessada pela fé, e que é muito mais lotada de vida do que o mundo que vemos.
Eu sei que estou sendo visto o tempo todo. Visto por anjos, demônios e muitas criaturas que não vejo. Não as vejo, mas sei que existem; e sei que me conhecem...
Para não irmos muito longe..., basta dizer de modo reduzido que Jesus e Paulo viam muito mais o mundo que não se vê do que o mundo que se vê.
Ora, quem perde esse sentido das coisas..., mas insiste em dizer que vê, se assemelha a um cego que se oferece para dar aula em classe de cirurgia oftalmológica.
Não é possível ler o Novo Testamento é continuar não aceitando que a fé em Jesus é cheia de seres invisíveis, de lutas, de confortos e de socorros espirituais.
Quem pensa que lida apenas com o que se vê faz-se presa fácil de tudo o que existindo não se vê.
Daí Paulo dizer que nossa luta maior não é contra o que se vê, mas contra o que se não vê, e que se manifesta de modo perversamente organizado no mundo, na forma de Principados, Potestades, Poderes, Tronos, e Soberanias diversas...
Mas a maioria prefere crer que o mundo é feito, em seus maiores poderes, de Osamas e Obamas...
Não! Os Osamas e os Obamas são apenas pequenos coadjuvantes em uma trama muito mais sofisticada, para qual ambos estão igualmente cegos...
Ah, quem dera nossos olhos se abrissem para vermos tudo o que está rolando nas regiões invisíveis...
Então, veríamos como nossas ações, pensamentos, eleições de importância, causas, valores, significados, etc. — repousam sobre muito do engano que nos é administrado por tais poderes espirituais.
Eu ousaria dizer que se os nossos olhos se abrissem talvez percebêssemos que 99% do que chamamos de importante sejam apenas imposições do mundo dos manipuladores espirituais.
A grande especialidade desses seres, quando são hostis, é distrair a nossa existência em relação ao que seja o real sentido de viver.
Ora, Jesus disse que eles não somente influenciam, mas também disse que eles podem habitar mentes e possuir pessoas, que, pela entrega, tornam-se um com tais forças...
É por esta razão que o convite é para que se ponha o capacete da salvação, se vista a couraça da Justiça de Jesus, se calce os pés com o Evangelho da paz, se empunhe a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus, e que se tenha sempre o escudo da Fé, com qual se pode apagar as setas inflamadas e envenenadas desses poderes hostis; e isso sempre vestindo a verdade como roupa intima do ser.
Quem não tiver tais percepções não sobreviverá nos dias maus que se avizinham do mundo.

Nele, que nos ordenou que andássemos vigilantes,
Caio
23 de junho de 2009
Lago Norte
Brasília
DF
www.caiofabio.com
www.vemevetv.com.br

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Rev. Caio Fábio Ainda Fala - 19


DEUS NA NATUREZA E A NATUREZA DE DEUS!‏
De: leitura@caiofabio.com (leitura@caiofabio.com)
Enviada: domingo, 21 de junho de 2009 21:07:52
Para: profgonzaga@hotmail.com (profgonzaga@hotmail.com)

Nesta existência fomos feitos com, por e também para a Natureza.
Tudo começou em um jardim e tudo quanto significou alienação de Deus depois disso, sempre foi marcado pelo distanciamento do homem do ambiente natural, caminhando cada vez mais para a criação de cidades, de ajuntamentos, de torres, de centros urbanos, e de mundo, conforme o conhecemos.
Hoje cedo, enquanto meditava e orava, considerava a quantidade enorme de vezes em que o que Paulo dissera sobre a Natureza, sobre a criação, se tornara verdade de Deus em mim; Evangelho suave e de brisa, de água e de fogo, de fumaça e de cheiro, de estrelas e de gotas, de meninos e meninas e de formigas e formiguinhas; de velho e de madeiras ocas, de caules firmes e de imbaúbas frágeis; de mar e de rio, de lago e de igarapé, de areia e de campina, de imensidão e de azul aberto ante os olhos... — e testemunhei com o apóstolo em minha alma, pelo meu próprio conhecimento e experiência existencial e espiritual, que “o que de Deus se pode conhecer é manifesto por meio das coisas criadas”.
Então em minha mente viajei desde sempre, desde a infância, recordando como a natureza havia sido um dos elementos mais gritantes do livramento e da graça de Deus sobre mim, em cada fase da vida, da infância ao dia de hoje; tendo sido eu mais advertido, ensinado, alentado, reanimado, acalentado, alegrado, encantado, e convocado por ela à vida e a Deus, do que por qualquer pregador, ou livro, ou saber, ou conhecimento, ou instrutor humano.
Desde de menino que Deus se manifesta a mim na natureza.
Entre todos os meios que Ele tem de me falar sempre, sempre me fala também pela natureza.
Como homem ocupadíssimo por mais de trinta anos, mesmo vivendo uma vida de cão, do ponto de vista dos excessos de ocupação, praticamente não havia noite que, ao chegar em casa, não fosse direto para o jardim; tirando a roupa, o paletó, a gravata, os sapatos, as meias, ali mesmo; arregaçando as mangas e começando a molhar as plantas descalço; regando mais a mim mesmo que as bichinhas; e, se fosse tarde da noite, ficava sem roupa e me molhava junto... Se chegasse mais cedo eu tinha que acender um fogo no quintal também, e sentir cheiro de madeira queimando, ou mesmo de folha seca queimando... Isto enquanto molhava as plantas...
Em todos os meus mais sérios momentos de depressão ou aflição nesta existência foi na Natureza que me enfiei e discerni Deus e Seu amor, desde a sensorialidade alegrada pela criação, até à contemplação de Sua Majestade.
Para mim, sinceramente, humanidade sem Natureza é aleijão.
É a Natureza que nos dês-alienígena.
Longe da Natureza somos totalmente estranhos ao planeta Terra!
Aquele caminho de Jesus que diz que pouco é necessário, ou mesmo um só coisa..., não apenas simplifica a vida, mas também, inevitavelmente, nos faz andar em um caminho descalço, no qual o toque do chão real, feito de terra e de poeira, faz parte de nossa saúde mental e espiritual.
O outro nome do Éden é Natureza!
É por isto que a Natureza faz tanto bem!

Nele,


Caio
20 de junho de 2009
Lago Norte
Brasília
DF

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

“COISAS BOAS” EM PROVÉRBIOS

“COISAS BOAS” EM PROVÉRBIOS
Helci R. Pereira – helcip@uol.com.br

Há muitas coisas boas no Livro de Provérbios, vejamos algumas
Leia a excelente Obra e você vai descobrir ali as seguintes coisas boas:

1 Prudência, conhecimento, bom siso e bom senso - agir com moderação, comedimento, buscando evitar tudo o que acredita ser fonte de erro ou de dano; ser cauteloso e precavido em suas ações e atitudes; ser sensato no seu dia-a-dia. (1.4; 2.11; 3.21; 13.15)
2 Resposta branda – Gente irada sempre fala alto. Palavras brandas são como bálsamo em ferida. (15.1)
3 Língua suave – É como árvore de vida, curativa e sadia. (15.4)
4 Oração dos retos – A Oração dos retos, dos que buscam andar nos caminhos de Deus é motivo de contentamento para o Senhor, ao passo que Deus se enfada do sacrifício daqueles que o honram com os lábios e não com o coração, e até abomina tais sacrifícios. (15.8)
5 Coração alegre – O coração alegre, feliz, aformoseia o rosto. Pelo aspecto do rosto, vê-se o estado d’alma das criaturas. A tristeza do coração e o abatimento do espírito se manifestam claramente em nossos traços fisionômicos, em nosso olhar, em nossas reações. (15.13)
6 O pouco com temor do Senhor – Na experiência do sábio, é melhor pouca coisa com temor a Deus, do que o muito onde há inquietação produzida pela ausência desse temor - respeito, reverência. (15.16)
Já dissera o sábio que “O TEMOR A DEUS É O PRINCÍPIO DO SABER.”

Coisa que me enviam - Pr. H