http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2F74.222.1.197%3A13742%2F%3Btype%3Dmp3%26volume%3D100%26

Loading...

segunda-feira, 11 de abril de 2011

A Natureza Corrompida do Homem






Sermão – Romanos 3. 9 – 18, 23

INTRODUÇÃO – O pecado causou ao ser humano toda miséria, moléstia... No NT são encontrados 90 X e No AT 281 X/Total = 371 X. A palavra Graça existe 122 X no NT. No AT: 11 X/Total = 133. Onde abundou o pecado... Em Rom. Pecado 36 X = e graça = 19 X.

ELUCIDAR – Salomão diz: II Crônicas 6.36
“Se pecarem contra ti ( pois não há homem que não peque ), e tu te indignares contra eles, e os entregares ao inimigo, de modo que os levem em cativeiro para alguma terra, longínqua ou próxima”;
‘Pois não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque’. ECLES 7.20.
1. L. Berkhof diz, se referindo à natureza do primeiro pecado que: “No intelecto revelou-se como incredulidade e orgulho, e na vontade como desejo de ser igual a Deus, e nas afeições como uma satisfação ímpia de comer o fruto proibido”.
2. L. Berkhof diz: “O pecado tem sua sede no coração. O pecado não reside apenas em uma faculdade da alma, mas no coração, que na psicologia da Escritura é o órgão central da alma, do qual procedem as fontes da vida” – Prov. 4.23.
3. A universalidade ou a federação do pecado é atestada em toda a Escritura Sagrada. Dados escriturísticos revelam isto.
Comentar o versículo 9.

TEMA – A Natureza Corrompida do Homem

I. O ESTADO REAL DO HOMEM – vv 10, 11 12, e 18:

1. Paulo emprega o advérbio de negação – não:
A) Não há justo, nem sequer um – v 10;
B) Não há quem entenda – v 11;
C) Não há quem busque a Deus – v 11;
D) Não há quem faça o bem... v 12b;
E) Não há nem um só – v 12b;
F) Não há temor de Deus diante dos seus olhos – v 18;

2. Paulo cita a Escritura – Sl. 14, 53 v3b
- 6 vezes ele emprega o advérbio de negação.

3. L. Berkhof diz: “Em conseqüência do primeiro pecado o homem perdeu a imagem de Deus no sentido restrito da palavra; o verdadeiro conhecimento de Deus, a retidão e a santidade; e, além disso, tornou-se totalmente depravado, isto é, depravado em toda parte do seu ser e inteiramente incapaz de produzir qualquer bem espiritual... Além disso, o homem tornou-se sujeito a lei da morte no sentido mais pleno da palavra” – Rm. 6. 23.

II. A CONTAMINAÇÃO TOTAL DO HOMEM – vv 13 – 15.
1. Paulo cita vários membros e órgãos do nosso corpo contaminado.
A) A garganta – V 13ª – “A sua garganta é um sepulcro aberto...”
B) A língua (órgão) - V 13b – “com as suas línguas tratam enganosamente...”
C) Os lábios –“ ...peçonha de áspides está debaixo dos seus lábios” - V 13c –
D) A boca – V 14 – “a sua boca está cheia de maldição e amargura...”
E) Os pés (membro) - V15 – “Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.
F) Os caminhos - V16 “Nos seus caminhos há destruição e miséria;
G) Os olhos – V.18 “Não há temor de Deus diante dos seus olhos”.

2. A prova escriturística está nos Salmos 5, 140, 10 e Is. 59: 7,8.

3. João Calvino: “Ouvimos que a depravação dos pais assim se transmite aos filhos que todos, sem qualquer exceção, sejam poluídos, em sua concepção. Não se achará, porém, o ponto de partida desta poluição, se, como à fonte, não remontamos ao primeiro genitor de todos. Deste modo, deve-se, por certo, sustentar que Adão não foi apenas o progenitor, mas ainda como que a raiz, da natureza humana e, daí, na corrupção daquele foi, com razão, corrompido o gênero humano”.

III. NÃO HÀ RESTAURAÇÃO VIA REGRAS HUMANAS PARA O HOMEM – VV 16,17, 18 e 12ª. “Nos seus caminhos há destruição e miséria; e não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante dos seus olhos... Todos se extraviaram; juntamente se fizeram inúteis”
- L. Berkhof diz: “A teologia moderna insiste em interpretar o pecado de uma maneira social, isto é, com referência ao próximo. O pecado é o erro cometido contra os nossos semelhantes. Mas isto desvirtua a questão inteiramente, porque tal erro só pode ser chamado pecado em vista do fato de ser contrário a vontade de Deus”;

CONCLUSÃO – Antídoto é Jesus...

Rev. cornélio Gonzaga
Sermão pregado na IP de Salgueiro em
10 de Abril de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário