http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2F74.222.1.197%3A13742%2F%3Btype%3Dmp3%26volume%3D100%26

Loading...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

INTOLERÂNCIA POR MOTIVO DE RELIGIÃO

Helci R. Pereira


Seria a atitude mental ou a ação caracterizada pela
Indisposição de admitir e de respeitar a crença alheia,
Por ser contrária às nossas convicções,
Por divergir do sistema religioso que esposamos.
Consistiria, em nível mais intenso, impetuoso, extremo,
Num maltrato persistente, direcionado a pessoa ou grupo,
Em face de sua filiação a determinada agremiação de fé.

Tal intolerância tem se materializado, na história, em termos
De perseguição velada, disfarçada,
De prisões ilegais,
De espancamentos,
De torturas,
De execuções não justificadas,
De negação de benefícos e direitos,
De confisco de bens,
De iconoclastia, etc., etc.

Vejamos alguns exemplos de intolerância, encontradiços
Aqui, ali, alhures, no perpassar dos tempos:
1 Escribas e fariseus hipócritas não toleravam a Jesus,
Tudo fazendo, quando lhes eras oportuno, p’ra o recriminar;
2 Os chefes das sinagogas, em Jerusalém, nem podiam se conter,
Fazendo, quanto podiam, p’ra Jesus em falta apanhar.
Mais tarde, vítimas da intolerância, muito vieram a penar;
3 A intolerância causou aos cristãos maus tratos, agressões e mortes,
Nos tempos do Império Romano, até Constantino I,
Quando veio o cristianismo a ser religião oficial;
4 Posterriormente, sofreram perseguições movidas pela intolerância
Muçulmana, Hindu e por Estados ateistas como a Rússia;
5 A partir do século XVI, os Cristãos Reformados, Protestantes,
Tornaram-se vítimas constantes da intolerância da Contra-Reforma;
6 Os pioneiros mórmons de Ohio, Missouri e Illinois, no Tio Sam,
Suportaram na pele, no século XIX, o azorrague da intolerância,
Quando muitos deles até suas residências vieram a perder;
7 No Brasil, até a década de 60 do século XX,
A prática religiosa negra e a Umbanda Reformada,
Foram passivos de intolerância, foram perseguidos
Pelas chamadas Delegaciaas de Costumes,
Posteriromente pela “Delegacia Nacional de Defesa da Fé”.

São, ainda, expressões de tal INTOLERÂNCIA:
O desrespeito aos direitos de qualquer cidadão ou cidadã,
Ou de um grupo de pessoas
Por motivo de crença ou prática religiosa;
A existência, em currículos escolares, de elementos que
Induzam a promoção do ódio às pessoas de diferente fé;
A não aceitação do pluralismo e do diálogo com os que têm
Cosmovisão diversa e Percepções não semelhantes;
A atitude religiosa monopolista pela qual não se aceita
num determinado território qualquer outro Credo.

Um comentário:

  1. Adorei, muito bom. A intolerância tem aumentado nestes dias, infelismente. Paz!

    ResponderExcluir