http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2F74.222.1.197%3A13742%2F%3Btype%3Dmp3%26volume%3D100%26

Loading...

terça-feira, 27 de abril de 2010

Gritos em Jericó








































Gritos em Jericó
Autor: Manoel José da Silva


Deus mandou que Josué
Conquistasse Jericó
Que fosse para a batalha
Com fé no Deus de Jacó.

Moravam em Jericó
Homens fortes e valentes
Sendo pagãos e descrentes
Eram também maldizentes
Mas o castigo divino
Caiu sobre aquela gente.

Jerico tinha muralhas
Difíceis de derrubar,
Josué sabia disto
E não quis se arriscar.

Escutou a voz de Deus,
Mandando só rodeá-la,
Assim ele obedeceu.

Por seis dias a cercou,
No sétimo dia, porém,
Sete vezes rodeou.

Josué então mandou
O povo de Deus gritar;
O povo todo gritou:
O som ensurdecedor,
Fez o muro desabar.

A muralha despencou,
Como um monte de detrito,
Sem luta e sem atrito
Jericó caiu “no grito”!!!

A arca da Aliança
Lá atrás dos sacerdotes
Tocando sete trombetas,
Homens armados à frente,
E Josué tão somente,
Pediu silencio ao povo.

Dizendo: não falarás

Fazei silêncio solene,
Nem mesmo uma só palavra
Sairá da vossa boca
Até que eu vos ordene.



Israel obedeceu, barulho não se escutou,
Não se conseguia ouvir
Sequer o som de um mosquito.
Mas quando Josué mandou
O povo todo gritou,
O muro não suportou
Veio abaixo, desabou,
Israel comemorou:
Jericó caiu “no grito”!!!

Josué, grande guerreiro,
Fazia o que Deus mandava,
Conquistava aquelas terras
Era Deus que as entregava.

Mas chegando em Jericó,
A muralha amedrontava:
Com nove metros de altura
E seis metros de espessura
Qualquer um não encarava.

Mas não houve insegurança,
Em Deus havia confiança,
Josué assim falava.

Israel só prosperava.
Todas batalhas vencia,
Não havia covardia
E tal era a confiança
Que ninguém desesperava...

Josué manda gritar,
Quer o inimigo aflito,
O povo de Deus gritou
O muro desmoronou,
A fortaleza acabou
Jericó caiu “no grito”!!!



Uma publicação: Ministério Fonte no Deserto

Um comentário:

  1. Adorei o texto e as imagens. Grande abraço e fique com Deus.

    ResponderExcluir