http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2F74.222.1.197%3A13742%2F%3Btype%3Dmp3%26volume%3D100%26

Loading...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

SANTIFICAÇÃO 1

A Santificação 1

Texto - 1o. Coríntios 6. 6 – 11: 1 Ousa algum de vós, tendo uma queixa contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos? 2 Ou não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo há de ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? 3 Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?4 Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, constituís como juízes deles os que são de menos estima na igreja? 5 Para vos envergonhar o digo. Será que não há entre vós sequer um sábio, que possa julgar entre seus irmãos? 6 Mas vai um irmão a juízo contra outro irmão, e isto perante incrédulos? 7 Na verdade já é uma completa derrota para vós o terdes demandadas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes a fraude? 8 Mas vós mesmos é que fazeis injustiça e defraudais; e isto a irmãos.9 Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas,10 nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.11 E tais fostes alguns de vós; mas fostes lavados, mas fostes santificados, mas fostes justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus. 12 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.13 Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém aniquilará, tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo. 14 Ora, Deus não somente ressuscitou ao Senhor, mas também nos ressuscitará a nós pelo seu poder. 15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum.16 Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque, como foi dito, os dois serão uma só carne. 17 Mas, o que se une ao Senhor é um só espírito com ele. 18 Fugi da prostituição Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. 19 Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?20 Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo.
INTRODUÇÃO - O pecado é algo palpável. Real e contundente. Não um paradoxo e sim alguma coisa que se sente e machuca muito. Vem do pecador e vai para pecador, disseminando e destruindo. Já a santificação vem de Deus, aplicada ao pecador salvo e redunda em fruto para Deus.
I. Santificação é Definitiva – O crente é separado para servir a Deus. Andar em novidade de vida. É um processo, mas também atua instantaneamente, após a regeneração e a conversão. A santificação é progressiva e só atua no crente devido a sua união com Cristo. Daí o grande conflito de todos nós, pois se trata da morte de pecado: “Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus... Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra... porque morrestes, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. (Col. 3:
1 – 3). A santificação rompe com o pecado – Rm. 6: 11, 12 e 14: “Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus... Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências...Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça” . É o produto da nova criação - (Rm. 6:4 e 2 Co. 5.17).

II. A Santificação é Uma Peculiaridade do Crente e Por Isso São Chamados de Santos:
Veja estes textos: Quanto aos santos que estão na terra, eles são os ilustres nos quais está todo o meu prazer... E aconteceu que, passando Pedro por toda parte, veio também aos santos que habitavam em Lida... Para que a recebais no Senhor, de um modo digno dos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque ela tem sido o amparo de muitos, e de mim em particular... Aprovada com testemunho de boas obras, se criou filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os atribulados, se praticou toda sorte de boas obras. (Sl. 16.3; At. 9:32; Rm.16:2; 1Tm.5:10).

III. A Santificação é Progressiva:
- Somente o crente tem o poder de dizer não ao pecado, apesar do mesmo ainda está enraizado no crente. A Bíblia adverte constantemente o cristão a lutar contra ele – Rm. 6: 11, 12 e 14: “Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus... Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências...Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça” . O crente não é mais escravo do pecado – Jo. 8:32, 34; Tg. 3: 2; 1Jo. 1.8. Vejamos estes textos: Exterminai, pois, as vossas inclinações carnais; a prostituição, a impureza, a paixão, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria... Mas agora despojai-vos também de tudo isto: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca...não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos,e vos vestistes do novo, que se renova para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou... Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?... Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus... Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons”. (Co. 3.5, 8-10 e Mat. 7: 16-18. Tudo isso depende do aspecto legal e jurídico da nossa justificação.
IV. A Santificação Deus e o Homem Cooperam:
1. Veja o que Escritura diz: “E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade... Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviarei ao mundo... E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade. (1Ts. 5:23; Jo. 17: 17 – 19).
2. Temos que fazer a nossa parte, ou seja, perseguí-la. “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor... tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem”. (Hb. 10: 14, 15).
3. O texto é muito claro com uma base bem sólida neste aspecto de Fl. 2: 12, 13: “De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha ausência, efetuai a vossa salvação com temor e tremor... porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade”.
V. Meios Para a Santificação:
- Deus utiliza métodos para nos santificar: A) A sua palavra, a pregação – Sl. 119. 9,10; B) A disciplina – Hb. 12. 10; C) A Fé - Rm. 1. 17. At. 26.18 e Hb. 11:6.

VI. O Propósito Divino Para a Santificação:
A santificação só se completará na eternidade. Porém Deus deseja que o crente seja sempre santo. “Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição” - 1 Ts. 4: 3. Deus nos criou conforme a sua imagem e semelhança e o seu propósito é que vivamos em pureza de vida (Rm. 8. 29 -30)

CONCLUSÃO – Deus é santo três vezes. Devemos ter sempre essa idéia... Enquanto Deus é santo demais. O homem é pecador demais. É um contraste. Por essa razão que Deus não se associa com o pecado, apesar de dEle amar o pecador. Na santificação nós morremos para os desejos carnais pecaminosos para que tenhamos uma melhor comunhão com Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário